Cozinha: dicas para renovar e economizar!

cozinha

Você anda cansado do visual da sua cozinha e quer mudar tudo? Mas como mudar tudo sem gastar muito? Sabemos que uma reforma, por menor que seja, pode ser mais cara dependendo do que se quer mudar. Por isso convidamos a arquiteta Adriana Volani, cadastrada no ArkDek, para dar algumas dicas simples para renovar sua cozinha sem gastar muito.

Dicas para renovar sua cozinha sem gastar muito!

1. É possível trocar o piso sem gastar muito?

Sim, é possível trocar o piso, renovar a cozinha, deixando-a com cara nova, sem gastar muito!

Uma das opções é instalar o novo revestimento sobre o antigo, sem removê-lo. Mas claro, sem esquecer de avaliar o estado do revestimento antigo e também a necessidade de ajustar a altura das portas existentes, já que o novo piso ficará um pouco mais alto. Atenção também com o tipo de acabamento que você quer para ver qual a melhor forma de fazer a regularização, instalação e limpeza da base a ser revestida.

Uma outra alternativa bem bacana e talvez pouco aplicada, é a pintura de superfícies de cerâmica e/ou concreto. São tintas acrílicas com secagem rápida, ótima resistência e de fácil aplicação, sendo possível economizar na mão de obra por ser fácil de pintar.

Essas são algumas opções que evitam aquele quebra-quebra e não geram entulho!

2. E a parede?

Também é possível!

Você pode optar por manter os azulejos existentes e mudar somente a cor deles. Com aplicação da tinta epóxi para azulejos você pode deixar o ambiente renovado e diferente muito mais rápido. A escolha da tinta epóxi vai depender da finalidade do que você quer pintar. O mais adequado é consultar um profissional para indicar o melhor produto para cada caso. Assim como o piso, a parede a ser revestida também precisa de um cuidado para receber a tinta epóxi. Limpeza e imperfeições são alguns deles.

Outra opção é nivelar a superfície com massa acrílica, cobrindo o relevo das peças (caso houver) e os rejuntes, deixando a base lisinha para receber pintura e/ou até adesivos imitando azulejos. Práticos, resistentes e com uma enorme variedade de modelos.

Lembrando que para ambos os revestimentos, piso e parede, se houver qualquer tipo de infiltração, estufamento ou umidade, as superfícies precisam ser tratadas antes de qualquer coisa. Caso contrário, são problemas que impossibilitarão a sobreposição, seja de revestimento ou tinta.

3. Preciso trocar todos os armários?

Depende. Se a estrutura do armário estiver em boas condições pode mantê-la. Você pode apenas mudar as portas e puxadores com o auxílio de um marceneiro de confiança ou até mesmo remover algumas portas e deixar o armário aberto, deixando a cozinha mais clean. Essas pequenas reformas nem sempre saem caras.

Se os armários estiverem em péssimas condições existe também a opção de procurar um marceneiro para otimizar e simplificar o móvel. Se não for possível, você pode apenas substituir os armários por prateleiras, ganhando mais espaço e destacando a sua nova parede.

Uma outra alternativa seria substituir os armários por um aramado ou uma estante com estrutura de metal ou similar. Isso vai deixar sua cozinha com um ar mais industrial!

4. O que fazer com meus eletrodomésticos antigos?

Existem algumas opções como restaurar, vender para depósitos fixos ou para empresas online ou até mesmo adesivar. Dependendo do tipo de restauro talvez não valha a pena. Mas se for algo pontual de pequeno impacto vale!

Você não precisa necessariamente se desfazer dos eletrodomésticos antigos, eles podem se transformar em uma peça chave ou em elementos decorativos, dando uma cara mais retrô / vintage para sua cozinha.

5. Como deixar o ambiente mais aconchegante gastando pouco?

Acredito que o ambiente pode ficar mais aconchegante com o uso de prateleiras. Além das louças ou panelas, elas podem ser decoradas com flores ou elementos decorativos que ficam completamente aparentes. Elementos pendurados na parede, como suportes para utensílios, também fazem parte de uma cozinha aconchegante e funcional. Uma pequena horta seja ela vertical ou apenas em vasinhos, é linda e ainda ganha um toque aromático.

Uma boa iluminação natural, mas se não for possível, invista na iluminação artificial de um jeito harmônico.

Cores: sempre uma ótima opção! Se você preferir cores mais neutras pode abusar de quadros ou cartazes, uma peça decorativa ou um eletrodoméstico colorido para se destacar. Ou se preferir arriscar, pintar somente uma parede ou aplicar revestimentos mais coloridos.

Gostou das dicas da Adriana? Veja outros posts sobre reformas e materiais no nosso blog. Inspire-se e informe-se!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *